Porta

Bate-se à porta. Atender? Não atender?
Barulhos são feitos na tentativa de silêncio. Já notaram que existe presença na residência. Não seria prudente não atender.

Mas ao atender, virão?
Tomarão aquilo que resta, que precisa que seja tomado a tanto tempo? Ou apenas inspecionarão e depois sairão sem deixar traços?

Tanta expectativa por felicidade fez com que o medo de falhar deixasse a porta fechada e assim, o sono retornava a um ponto que, no dia seguinte, nada seria lembrado.

Bateriam à porta novamente?

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam protection by WP Captcha-Free